VESTIBULAR DO AUTOCONHECIMENTO

28/02/2016 by in category Textos with 0 and 0

Autociência também tem vestibular. Chama-se MDC (Mínimo De Consciência). Enquanto você não estiver consciente do mínimo sobre o que é ser humano, não adianta, não tem como você praticar autociência, pois sua própria ignorância lhe impede. Um desses mínimos é saber que não importa O QUE está acontecendo. O QUE é efeito, produto. A fábrica dO QUE é o PORQUE. Sem PORQUE não tem O QUE. Para prática da autociência, o que importa NO QUE está acontecendo, seja o que for, é apenas saber que O QUE é desdobramento do PORQUE. Só isso. Essa é única função DO QUE: tornar explicita a causa implícita.

Outro mínimo, é saber que tudo O QUE você está experimentando, é seu tudo, exclusivamente seu. Ou seja, O QUE você supõe ser coletivo e externo, não é, está acontecendo em você e para você. Sua realidade é só sua. Essa cadeira QUE você está sentado, por exemplo, não é (A) cadeira, é SUA cadeira. Esse computador que você está usando, não é (O) computador, é SEU computador. Enfim, essa realidade que você está supondo coletiva e externa, não é (A) realidade, é SUA realidade. Outro mínimo, o principal deles, é que você é o PORQUE do seu O QUE. Você é a fábrica da sua realidade. Você é a causa do seu tudo.

Quando você está consciente desses três mínimos. E só quanto está consciente. Nunca antes. Daí você passou no vestibular e fez a matrícula para começar a praticar autociência. E por que só a partir daí? Porque autociência é conhecer VOCÊ-CAUSA através de VOCÊ-EFEITO, e quando você ignora que é a causa da sua realidade, você ignora também que tudo O QUE você experimenta tem um único PORQUE: autoconhecimento.

© 2018 · 1FICINA · Marcelo Ferrari