SER NÃO SENDO

01/03/2016 by in category Textos tagged as with 0 and 0

Você não precisa vir-a-ser você para ser você. Você é você, sempre, inevitavelmente. Não há nada que você possa fazer para deixar de ser você. É isso que algumas escolas e mestres orientais de autoconhecimento buscam explicar. Esse ensinamento é verdadeiro, mas é incompleto e faz você jogar fora o bebê junto com a água suja do banho.

O que falta nesse ensinamento é a questão do SENDO. Embora seja desnecessário vir-a-ser para ser, é imprescindível estar SENDO para estar SENDO. Imagine que você é um gato. Você não precisa vir-a-ser gato para ser gato, você é gato porque é. Agora, imagine que você é um gato cacarejando. Você não deixa de ser gato porque está cacarejando, mas você cacarejando não está SENDO você.

Você é único, impar, singular, diferente, mas vive SENDO igual. Você mia, late, cacareja, muge, pia, relincha, enfim, reza a cartilha da bicharada toda, menos sua própria. Por isso você sofre. A função do seu sofrimento é lhe alertar que você não está SENDO você, que está SENDO outro.

© 2018 · 1FICINA · Marcelo Ferrari