*Os livros estão na ordem de leitura recomendada.

Quero parar de controlar. O que faço?

04/07/2021 by in category Democracia universal, Jogo do controle, Outroísmo impositivo, Perguntas tagged as , , with 0 and 0

Fique consciente que você não quer controlar. Ninguém quer controlar o outro. “Querer” é objetivo (desejo). “Controle” não é objetivo, controle é estratégia. O que você quer é o que irá conseguir através do controle.

Imagina que você quer um copo. Você diz que quer um copo. Você berra: “eu quero um copo!”. Eu te dou um copo. O que você faz com o copo? Você usa o copo para beber água. Ou seja, você não queria o copo em si. Você só queria o copo porque era uma estratégia para beber água. O que você queria mesmo era beber água.

O mesmo com o controle. Você não quer controlar. Você quer o que irá realizar através do controle. Se você descobre o que quer de fato, você pode realizar seu desejo do mesmo jeito, mas através de uma estratégia autoísta ao invés de outroísta (controle).

No seu caso específico, provavelmente, você quer limpeza. Esse é seu desejo. Primeiro fique consciente disso: “eu quero limpeza”. Uma vez consciente do seu desejo, ao invés de realizá-lo através de uma estratégia outroísta (jogo do controle), realize-o através de uma estratégia autoísta.

Use a imaginação e pense em opções autoísta de realização do seu desejo. Escolha uma e coloque em prática. Se a primeira opção não funcionar, tente a próxima e assim por diante, até realizar seu desejo.

INTERLOCUTOR: Se eu quero um copo para beber água, mas não quero levantar e peço para alguém me fazer o favor de trazer pra mim, é outroísmo.

Se a pessoa aceita, é acordo, pode ser gentileza também, etc.

INTERLOCUTOR: Mas usei o outro do mesmo jeito como meio para realizar o meu desejo. Então, usar o outro para realizar meu desejo com consentimento dele é autoismo?

Sim, é jogo da liberdade. O outro não tem obrigação de colaborar com a satisfação do seu desejo, mas o outro pode colaborar se quiser.

© 2021 • 1FICINA • Marcelo Ferrari