*Os livros estão na ordem de leitura recomendada.

Por que você não comenta os áudios da tarefa?

02/05/2022 by in category 1ficina, Perguntas tagged as , , with 0 and 0

A tarefa é a vez de vocês e não a minha. A minha vez foi quando escrevi os livros, essas foram as minhas tarefas. Quando vocês fazem a tarefa é a vez de vocês re-escrevem os livros, por isso não interfiro.

Cada um tem um jeito de fazer a tarefa. E cada um tem mais proximidade com um tema e menos com outros. Na fase existencial, por exemplo, fazer a tarefa é mais difícil, pois a maioria de vocês chegam na 1ficina atolados na mentalidade e nada do que é explicado sobre o existencial faz sentido. Interessante isso, né? O existencial, que é a coisa mais próxima, que é o ser que somos, se torna o mais distante.

A tarefa de vocês, na fase existencial, serve de termômetro para mim. Eu fico ouvindo vocês falando de você-ser na terceira pessoa, ou então, totalmente perdidos, sem entender nada do que está sendo explicado no livro, e isso serve de termômetro sobre o nível consciencial da nossa coletividade. Eu penso “Ah, tá! Continuamos adormecidos!”. Na fase psicológica, essa ignorância de si, diminui bastante e as tarefas melhoram muito de qualidade.

Mas esse é um dos motivos de não interferir, nem respondendo perguntas, nem nada. É para deixar cada um se expressar livremente e tal como seu nível de lucidez permite. As vezes, se tem um equívoco em uma tarefa que não pode passar batido, levo a tarefa para a lousa e converso com o aluno. Mas como a maioria dos alunos entrega a tarefa no domingo, faltando 5 minutos para o fim do prazo, fica inviável fazer isso.

Outro motivo é que muitas perguntas feitas em um livro estão respondidas nos livros subsequentes. Vocês só irão entender a imagem inteira do EGOGAME conforme todas as peças do quebra cabeça forem encaixadas, ou seja, depois de terem lido todos os livros.

Um último motivo, que me ocorre citar, é que vocês deveriam repetir as perguntas que vocês fazem na tarefa no dia do 1chat. Muitas perguntas carecem de interação, diálogo, dialética para que as respostas fiquem realmente óbvias. Só que muitos alunos tem vergonha de perguntar no 1chat. Por isso tive a ideia de muda a pedagogia.

Por fim, devo dizer que mais importante do que vocês receberem uma resposta é vocês desenvolverem a competência em fazerem perguntas. Quando escuto uma tarefa, a parte da tarefa que vocês repetem o que expliquei nos livros pouco me interessa, me interessa as perguntas, e principalmente a qualidade das perguntas, pois quanto melhor uma pergunta, melhor a competência de pensamento. Nesse sentido, responder uma pergunta, é matar o pensador alheio, é incentivar a preguiça mental. A pessoa decora a resposta, para de pensar, e pronto! Morreu um pensador!

Enfim, maizoenos isso, entre outras coisas…

© 2021 • 1FICINA • Marcelo Ferrari