*Os livros estão na ordem de leitura recomendada.

Por que resistimos a desmaterialização da matéria?

24/02/2022 by in category Ciência do nada, Desmaterializando o universo, Perguntas tagged as , , with 0 and 0

PERGUNTA COMPLETA: Por que resistimos tanto ao despertar existencial? Ou seja, por que resistimos a desmaterialização da matéria?

Ao entrar na experiência humana, você, assim como todo ser, se ensina um jeito materialista de pensar. Você assume a lógica materialista e a partir daí edifica todo seu conhecimento e autoconhecimento. Seu AUTOCONHECIMENTO está alicerçado na existência material: eu sou um corpo. Seu CONHECIMENTO também está alicerçada na existência material: o outro é outro corpo.

Quando a 1ficina explica que matéria não é material, ou melhor, quando a 1ficina esfrega na sua cara que matéria é experiência de fisicalidade, é como se a 1ficina estivesse jogando uma bomba atômica na sua mentalidade materialista. E mais! É como se a 1ficina estivesse esfaqueando sua noção materialista de “eu” (autoconhecimento).

A mentalidade materialista se sente ameaçada, ela não quer morrer. O que você chama de “resistência” é sua mentalidade materialista lutando para sobreviver, lutando para manter em pé, firme e forte, todo o conhecimento e autoconhecimento que ela passou anos e anos edificando.

Essa resistência é natural e inevitável. Faz parte do processo de despertar existencial. Eu também resisti com todas as minhas forças mentais. Tentei argumentar de tudo quanto é jeito contra o óbvio. Mas contra o óbvio não tem argumentos. O óbvio sempre vence. E cada batalha da resistência materialista é, na verdade, um passo para fora dela.

Por fim, quando o despertar existencial mata o materialismo e a noção materialista de eu, a lógica materialista continua e a noção materialista de eu também. Nada muda estruturalmente na experiência humana com o despertar existencial. A mudança é apenas consciencial. Fica óbvio que não é a matéria que cria você, nunca foi, é você que cria a matéria. Sempre foi assim, só que antes você ignorava, agora você está consciente disso.

EUreka! E tudo muda sem que nada mude.

© 2021 • 1FICINA • Marcelo Ferrari