LIVROS

*Os livros estão na ordem de leitura recomendada.


LIVROS EXTRAS

Por que ninguém se interessa por autoanálise e despertar existencial?

01/04/2021 by in category Ciência do óbvio, Perguntas, Três passos tagged as , with 0 and 0

Ninguém é muita gente. E cada caso é um caso. Mas podemos fazer uma reflexão genérica através das três fases da experimentação. Explico cada uma a seguir.

Primeiro você quer ter experiências. Você não se importa se são experiências de tipo A, B, C, etc. Experimentar é viver. Você quer se sentir vivo. Quanto mais experiências melhor. Você não está interessado em entender as experiências, você quer apenas tê-las.

Essa é a primeira fase da experimentação: ter experiências.

Depois que você já teve muitas experiências, você quer entender suas experiências. E para entendê-las você precisa pensá-las. Pensá-las é fazer autoanálise.

Essa é a segunda fase da experimentação: pensar as experiências.

Eis porque é raro jovens fazerem autoanálise, eles estão na fase 1 da experimentação. Muitos adultos permanecem na fase 1 também. Outros adultos querem pensar suas experiências, mas não sabem como. Tem também os adultos que querem mas não querem, pois sabem que dói mexer nas feridas.

Depois de ter muitas experiências e depois de analisar suas experiências, você se dá conta de algo que esteve sempre presente, mas você nunca havia notado antes: você experimenta. Você só pode ter experiências e só pode analisá-las porque você experimenta. Sim, é óbvio. Mas na fase 1 e na fase 2 isso passa despercebido.

Daí surge a terceira fase da experimentação: descobrir o que é experimentar.

Você não está mais interessado apenas em ter experiências, nem está interessado em apenas pensá-las, você quer saber o que é experimentar. Do que se trata?

Se é raro no mundo pessoas interessadas em pensar suas experiências, é mais raro ainda pessoas interessadas em descobrir o que é experimentar. Mas para ter um despertar existencial é preciso ficar consciente sobre o que é experimentar. Por isso, quase ninguém tem interesse pelo despertar existencial.

© 2021 • 1FICINA • Marcelo Ferrari