Por que defendo meu outroísmo se sofro com ele?

25/05/2020 by in category Perguntas tagged as with 0 and 0

Você quer ser aceito pelo outro, quer ser amado, então, você finge ser outro para ser aceito. Seus pais não te aceitam assim, então, você finge ser assado. Seus amigos não te aceitam redondo, então, você finge ser quadrado. O casamento não aceita a libido, então, você finge ser capado. A religião não te aceita egoísta, então, você finge ser abnegado. Cada fingimento que você executa é um tijolo a mais que você coloca nas costas. Você vive soterrado, mas não deixa ninguém relar em um tijolo sequer. São seus troféus. É o fruto da sua negação de si. Anos e anos aprimorando a competência subconsciente em ser outro. Você nem sabe mais ser você. Ser outro é tudo que lhe resta. Por isso você defende seu outroísmo apesar do sofrimento.

© 2020 · 1FICINA · Marcelo Ferrari