37 | PIOR ESPINHO

23/09/2022 by in category Mayasang with 0 and 0

Joaquim tinha uma frase emblemática que dizia: “sua religião atrapalha sua espiritualidade”. Ou seja, Joaquim combatia a religião em benefício da espiritualidade, porém, era contraditório, pois os ensinamentos do EEU se baseavam nos estudos dos ensinamentos religiosos (cristianismo, espiritismo, hinduísmo, budismo, entre outros). Então, a desconstrução religiosa de Joaquim era como usar um espinho para tirar outro espinho, saía um, entrava outro.

O pior espinho, aquele que Joaquim jamais conseguiu tirar, pois ele mesmo reforçava, era Deus Causa Primária. Esse ensinamento diz que tudo que acontece é Deus fazendo acontecer, ou seja, não existe livre-arbítrio. Mas se não existe livre-arbítrio, que lógica tem você assumir a culpa por estar na merda, ou seja, assumir a responsabilidade pelo seu sofrimento.

Deus Causa Primária era o álibi perfeito da autonegação, da omissão e da depressão. De cada 10 integrantes do EEU que me procuravam para conversar em particular, 9 viviam em profundo sofrimento, 6 pensavam recorrentemente em suicídio e 2 já haviam tentado. Quando propunha assumirem a responsabilidade para se colocarem em uma posição melhor, se defendiam dizendo que não tinham arbítrio, que tudo era desígnios de Deus.

Joaquim era o professor e lidava com a bela viola, eu era o terapeuta e lidava com o pão bolorento. Eramos uma dupla, Batman e Robin. Só que o trabalho do Batman começou a atrapalhar o trabalho do Robin. E o trabalho do Robin era ajudar o trabalho do Batman.

Expliquei isso para Joaquim, mas ele não fez nada a respeito. A princípio fiquei frustrado. Depois entendi que não havia nada que ele pudesse fazer. O trabalho dele acontecia dentro do xadrez espiritualista ecumênico e ele estava jogando o melhor que podia no limite das peças que tinha.

Mas eu não era Joaquim e não precisava jogar o xadrez dele. Então, comecei a falar o que falo na 1ficina, que não existe Deusoutro, que Deus é a coletividade dos seres. E na sequência, completava dizendo que sim, cada ser tem arbítrio e cria sua realidade.

Meu comportamento fez o grupo do EEU pensar que o príncipe estava querendo roubar a coroa do rei. Os paparicos evaporaram e surgiu uma tempestuosa resistência ao meu trabalho nas sanghas.

© 2023 • 1FICINA • Marcelo Ferrari