O que vejo e admiro em Fulano, está em mim? Como usar bem a função espelho?

26/05/2020 by in category Perguntas tagged as with 0 and 0

Sim, tanto as competências que você vê em Fulano, como sua admiração por essas competências, estão em você. Mas tem uma sutileza nesse entendimento. Vou explicitá-la. Mas primeiro, para facilitar a explicação, vamos nomear as competências que você admira em Fulano. Vamos chamá-las de Respeito e Lucidez.

Se você não tivesse ao menos o conceito de Respeito e Lucidez em si, você seria incapaz de reconhecer isso em Fulano, e consequentemente, de admirar. Uma criança pequena, por exemplo, não é capaz de reconhecer a mentira, nem a inveja, nem a cobiça, nem a amizade, nem a paciência, nem o respeito, nem a sinceridade, nem qualquer competência do outro, pois a criança sequer tem a ideia abstrata dessas competências dentro de si. Conforme a criança vai vivendo, tendo experiências e fazendo abstrações, ela vai criando todos os conceitos das competências humanas, e daí sim, vai se tornando capaz de reconhecer essas competências nos outros.

Contudo, você só é capaz de reconhecer a competência do Respeito e da Lucidez em Fulano, porque Fulano possui tal competência, caso contrário, seria impossível. Como você poderia ver o cabelo ruivo de Fulano se Fulano tivesse cabelo preto? O mesmo com as competências humanas. Como você poderia ver o Respeito e a Lucidez de Fulano se Fulano fosse impositivo e ignorante? Não poderia. Então, a competência que você vê em Fulano, está tanto em Fulano como em você. Talvez ela seja apenas um conceito para você e uma maestria para Fulano, mas o espelhamento só acontece porque estão em ambos.

Por fim, tem a questão da admiração. O fato de você admirar o Respeito e a Lucidez de Fulano significa que são competências desejadas por você, que você também deseja ser uma pessoa respeitadora e lúcida, caso contrário, você sentiria desprezo por essas competências e não admiração.

Então, é a função espelho que lhe permite identificar competências nos outros e sucessivamente ficar consciente se são competências desejadas ou indesejadas. Se forem desejadas, significa que você deve praticá-las e transformá-las em maestria, que irá viver melhor. Se forem indesejadas, significa que você deve abandoná-las e praticar as competências opostas, que irá viver melhor.

Resumindo, tanto admiração como desprezo são informações psicológicas que surgem para lhe aconselhar qual competência você deve praticar e desenvolver para viver melhor. Mas esse é o limite da função espelho. Para que você olhe no espelho e veja essa competência desenvolvida em si mesmo, você deve praticá-la até se tornar uma maestria. Então, mãos a obra!

© 2020 · 1FICINA · Marcelo Ferrari