O que eu penso posso realizar na realidade objetiva?

25/05/2020 by in category Perguntas tagged as with 0 and 0

Ué! Não é exatamente isso que você está fazendo para conversar comigo? Ou você acha que estou lendo seu pensamento?

PERGUNTA: Estou digitando o que penso, por isso você está lendo. E se eu pensar em 1 milhão de dólares, vai se realizar na realidade objetiva igual escrever um texto?

Já se realizou. Você digitou 1 milhão de dólares e eu li.

PERGUNTA: Quero dizer, se eu pensar em 1 milhão de dólares, pensar com muita fé, com todo poder do meu pensamento, vai aparecer um milhão de dólares na minha realidade objetiva.

Faz o teste agora e me diz se funcionou. Eu fico esperando.

INTERLOCUTOR: Fiz, não funcionou.

Pois é! Fé não é pensar positivo. Fé é arbítrio. Fé é o que você escolhe acreditar. Pensamento positivo é uma crença. E pior! É uma crença equivocada.

PERGUNTA: Equivocada porque? Qual é o equívoco.

É mais de um. Vou citar três:

CARA E COROA DO PENSAMENTO

Não tem como pensar sem antônimo. Ao pensar em calor você está também pensando em frio, pois calor é o antônimo de frio. Sem antônimo o pensamento não funciona. Como você poderia rotular um pensamento de positivo senão em relação ao negativo? Não poderia. Impossível. Então, quem pratica pensamento positivo está simultaneamente praticando pensamento negativo também, pois um só existe em função do outro. Daí fica, o praticante irá passar o tempo todo brigando com o pensamento negativo, tentando fazer o pensamento negativo desaparecer, sem perceber que o pensamento negativo só está ali por causa da prática do pensamento positivo. E vai viver nesse inferno.

PERGUNTA: Você disse três equívocos. Quais os outros dois?

PENSAMENTO POSITIVO NÃO SUBSTITUI COMPETÊNCIA

Outro equívoco da crença no pensamento positivo, é a suposição de que pensar positivo substitui a competência. Para comprovar esse equívoco basta você pegar a pessoa mais otimista que você conhece e levá-la para executar uma tarefa na qual ela não tem nenhuma competência. Por exemplo, pegue um super otimista que não sabe nem andar de bicicleta e leva ele para participar de uma corrida de motocross. Por mais pensamento positivo que o otimista tiver, ele vai se espatifar no primeiro obstáculo.

Na época que era instrutor de PNL, tive um aluno que era apaixonado por carnaval. O sonho dele era ser carnavalesco, tipo Joãozinho Trinta. Daí, ele queria que eu lhe ensinasse a reprogramar sua mente para ser o maior carnavalesco do mundo. Quando perguntei que competência ele tinha para a função, ele disse que nenhuma. Não sabia desenhar, nem modelar, nem cortar isopor, nem nada. Ele sequer pertencia a uma comunidade de escola de samba. Mas queria que eu lhe ensinasse a reprogramar sua mente retirando crenças limitantes e colocando crenças fortalecedoras que o levassem a realizar seu sonho: ser o maior carnavalesco do mundo. A primeira crença que tentei ajudá-lo a se livrar foi a crença de que pensamento positivo substitui competência. Ele não gostou nada da minha explicação, ficou bravo comigo, disse que era o sonho da vida dele e que eu deveria ajudá-lo. Eu disse que estava ajudando, porém, o mais importante era ele se ajudar desenvolvendo a competência necessária para a função. O aluno foi embora dizendo que iria procurar outro profissional mais competente em reprogramação mental.

PERGUNTA: Qual é o terceiro equívoco?

PENSAMENTO SÓ TEM PODER DE CRIAR REALIDADE SIMULADA

A crença do pensamento positivo supõe que pensar positivo, ou seja, pensar repetidamente sobre o que se deseja, é uma estratégia capaz de realizar desejos objetivamente. Óbvio que não! Você pode passar a vida inteira imaginando que vai ganhar na megasena, se você apenas imaginar isso, e não for até a casa lotérica, marcar 6 números no bilhete e registrar sua aposta, você jamais irá ganhar. Esse exemplo não é suficiente? Na hora do almoço, sente-se na mesa e use o poder do pensamento para fazer o almoço aparecer sobre a mesa. Aliás, nem precisa ser um almoço, pode ser uma azeitona. Azeitona é muito grande? Pode ser um grão de arroz. Não, também não funciona? Pois é! Poder do pensamento só funciona para criar realidade simulada, não funciona para criar realidade objetiva. Para criar realidade objetiva você precisa optar por uma estratégia de realização e colocá-la em prática.

© 2020 · 1FICINA · Marcelo Ferrari