Mágica não funciona

10/11/2022 by in category Capitulos, Egogame with 0 and 0

Vamos relembrar dois experimentos mentais:

A) Imagine que você é uma criança recém-nascida e está com seu pai em um quarto que tem um ursinho de pelúcia, de repente, esse ursinho de pelúcia se transforma em um urso de verdade. Quem fica espantado com isso: você ou seu pai?

D) Imagine que você é uma criança recém-nascida que está no sítio com seu avô, de repente, uma galinha para na frente de vocês, começa a rejuvenecer até virar um pintinho e depois volta a virar ovo. Quem fica assustado com isso: você ou seu avô?

Seu pai e seu avô ficam espantados porque sabem que tais acontecimentos são impossíveis, eles sabem que não é assim que o egogame funciona. Você também sabe. E ninguém precisou te ensinar. Você aprendeu sozinho no berço.

Seu ursinho de pelúcia nunca se transformou em um urso de verdade. Seu corpo jamais rejuveneceu até você virar um feto e voltar ao útero. E por que não? Porque o egogame funciona com ordenação espacial e temporal, com fisicalidade e cronologia, ou então, não funciona.

Mágica não funciona. Milagre não funciona. Sua memória sabe disso, ou pelo menos deveria saber, uma vez que você nunca conseguiu comer uma azeitona sequer estalando os dedos, nem jamais conseguiu voltar o tempo por mais que tentou.

Tem outras coisas no egogame que também não funcionam, como conversar com tomates em português, ir voando até o supermercado, sobreviver respirando gás carbônico, enxugar gelo, descer para cima, subir para baixo, etc e tal.

Seu sistema de crenças (superego) deveria saber bem que coisas assim não funcionam para alertar você sobre essas impossibilidades. Porém, por mais que o repetitivo fracasso lhe mostre que o egogame não funciona assim ou assado, muitas vezes, você demora para perceber e aprender.

Para lhe ajudar a perceber e aprender, seguem algumas dicas:

Dois corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço.
Envelhecimento é inexorável.
Nada se perde, tudo se transforma (o tempo todo). “Ninguém pode entrar duas vezes no mesmo rio, pois quando nele se entra novamente, não se encontra as mesmas águas, e o próprio ser já se modificou”.
Vontade não é opcional.
Arbítrio é incorruptível.
Milagre não funciona.
Mágica não funciona.
Unicórnios só existem na imaginação.

Por fim, seguem algumas dicas fundamentais e valiosíssimas para realização da boa convivência, que é o aspecto do egogame onde você mais joga mal (vive mal).

VOCÊ É VOCÊ.
VOCÊ NÃO É O OUTRO.

O OUTRO É OUTRO.
O OUTRO NÃO É VOCÊ.

Você é incompetente em ser o outro.
O outro é incompetente em ser você.

Você é incompetente em saber pelo outro.
O outro é incompetente em saber por você.

Você é incompetente em querer pelo outro.
O outro é incompetente em querer por você.

Você é incompetente em optar pelo outro.
O outro é incompetente em optar por você.

Tem diversas outras coisas que você faz todo dia, a todo instante, e que não funcionam no egogame. Por isso você vive mal. Viver mal é o egogame te mostrando que algo não funciona como você acredita, pois se funcionasse, estaria funcionando. Dei algumas dicas aqui, mas cabe a você descobrir o que é possível e o que é impossível no egogame. E não acredite nas minhas dicas, nem nas dicas de ninguém. Considere, mas não acredite. Investigue e comprove por si mesmo. E se você descobrir que alguma dica que lhe dei está equivocada, ficarei contente em saber disso e atualizar meu sistema de crenças sobre o funcionamento do egogame, pois também quero viver bem.

© 2023 • 1FICINA • Marcelo Ferrari