FUCK IT ALL

09/10/2019 by in category Textos tagged as with 0 and 0

Certa vez, na infância, minha família foi visitar meus avós no sítio em que moravam. Quando chegamos, pela manhã, meu avô estava no pasto, levando as vacas para o curral. Fui até meu avô avisá-lo da nossa chegada e vi que ele estava usando uma camiseta do Iron Maiden. Perguntei se ele sabia o que era Iron Maiden. Ele respondeu que não.

A camiseta era minha. Tinha ficado velha, então, minha mãe deu para ele usar no sítio. Caí na gargalhada. Ele sequer entendeu do que eu estava rindo. Ninguém cagou regra para ele de que era uma camisa de uma banda de rock, etc. E creio que, mesmo que alguém tivesse cagado essa regra, ele cagaria para a regra, igual as vacas no pasto.

A velhice é uma segunda chance de Fuck it all. Na infância, cagamos para as regras, mas por ingenuidade. Na velhice, podemos fazer o mesmo por lucidez. Sabemos que vamos morrer em breve, então, não podemos mais perder tempo sendo obedientes.

Se você ainda é jovem e deseja permanecer, ao menos em espírito, não se conforme. Ser um significa que você não deve obediência aos outros. Então, erre! Mije fora do vaso! Mire fora do alvo! Saia do trilho da uniformidade! Permita-se ser você, sem medo de ser feliz. Senão, ao invés de chegar na velhice cagando e andando como as vacas, só lhe restará chorar o leite derramado.

© 2018 · 1FICINA · Marcelo Ferrari