COMO PERDOAR A SI MESMO

07/03/2019 by in category Textos tagged as , with 0 and 0

Ninguém nasce sabendo. Tentativa e erro é inevitável em qualquer processo de aprendizagem humano, inclusive no processo de adquirir maestria em ser humano. Então, é fundamental você aprender a se perdoar para não ficar empacado na aquisição da sua maestria. O primeiro passo para você se perdoar é simples: admitir que fez merda. É a negação da merda que perpetua o cheiro. Consciência pesada é você tentando pintar a bosta de ouro. Tem uma frase famosa do escritor José Saramago que diz que é preciso sair da ilha para ver a ilha. Sair para ver. No caso de um equívoco, é o oposto, é preciso ver para sair. É o ato consciencial de reconhecer um equívoco como equívoco que retira você do equívoco. Por isso, enquanto você não admite a si mesmo que fez merda, não consegue executar o próximo passo do perdão: dar descarga e seguir em frente. E como dar descarga? Entendendo que optar antecede experimentar. Quando você faz a opção, você ainda não está experimentando o que supõe ser a melhor opção. Se não está experimentando, não tem como saber se é mesmo a melhor opção. E se não tem como saber, como pode saber? Só ao optar e executar você experimenta a opção e sabe que fez merda. Você do futuro sabe da merda que fez no passado. Ótimo! Então, você do futuro pode executar o terceiro passo do perdão a si mesmo, que é assumir o seguinte compromisso: da próxima vez não haverá próxima vez.

LIVROS RELACIONADOS


© 2018 · 1FICINA · Marcelo Ferrari