LIVROS

*Os livros estão na ordem de leitura recomendada.


LIVROS EXTRAS

Sr. Ninguém | Abrindo escolhas

10/08/2021 by in category Homem cebola, Rebobinando o filme with 0 and 0

Um menino quer um cavalo, mas seu pai é pobre e não tem dinheiro para comprar. Certo dia, passa uma cavalaria na porta da sua casa e o dono da cavalaria, vendo a tristeza do menino, pergunta se ele quer um cavalinho de presente. Exultante, o menino aceita. O vizinho vê todo o ocorrido e vai conversar com o pai do menino, o Sr Nobody.

— Deu certo, ein? — diz o vizinho.
— Deu certo por quê? — pergunta o Sr. Nobody.
— Ora — diz o vizinho — seu filho queria um cavalo, você não tinha dinheiro para comprar e, de repente, ele ganha um cavalo de presente. Não deu certo?
— Certo ou errado, só o futuro dirá! — comenta o Sr. Nobody.

O menino cuida do cavalinho com muito zelo. Quando o cavalinho cresce, pula a cerca e foge.

— Deu errado, ein? — diz o vizinho.
— Errado por quê? — pergunta o Sr. Nobody.
— Ora — diz o vizinho — seu filho ganha um cavalinho, cuida dele até a fase adulta e o cavalo foge! Não deu errado?
— Certo ou errado, só o futuro dirá! — repete o Sr Nobody.

O tempo passa e um dia o cavalo perdido volta com uma manada de cavalos selvagens. O menino, agora um rapaz, consegue cercá-los e fica com todos eles.

— Deu certo, ein? — diz o vizinho.
— Deu certo por quê? — pergunta o Sr. Nobody.
— Ora — diz o vizinho — O cavalo do seu filho fugiu e voltou com um bando de cavalos selvagens. Não deu certo?
— Certo ou errado, só o futuro dirá! — repete o Sr Nobody.

O tempo passa e, certo dia, o rapaz está treinando um dos cavalos selvagens, quando cai e quebra a perna.

— Deu errado, ein? — diz o vizinho.
— Errado por quê? — pergunta o Sr. Nobody.
— Ora — diz o vizinho — seu filho foi treinar com um dos cavalos selvagens e quebrou a perna. Não deu errado?
— Certo ou errado, só o futuro dirá! — repete o Sr Nobody.

Dias depois, o país onde o Sr. Nobody mora declara guerra ao país vizinho. Todos os jovens são convocados para a batalha, menos o filho do Sr. Nobody que está com a perna quebrada.

— Deu certo, ein? — diz o vizinho.
— Deu certo por quê? — pergunta o Sr. Nobody.
— Ora — diz o vizinho — seu filho quebrou a perna e não foi convocado para guerra. Ele está seguro em casa. Não deu certo?
— Certo ou errado, só o futuro dirá! — repete o Sr Nobody.

Eis o resumo da história do filme Sr. Ninguém.

Eis o resumo da história de todos os filmes e livros sobre viagem no tempo que já foram escritos e de todos que serão escritos no futuro.

Eis o resumo da sua história, da minha história e da história de todos os seres humanos que estão brincando de escolher e escrever uma história pessoal.

Não existe escolha que tenha só prós. Não existe escolha que tenha só contras. Toda escolha vem cheia, lotada, abarrotada de desconhecidos prós e contras.

Toda escolha é um livro fechado. Você escolhe pela capa baseado no que sabe a priori e supondo o que irá encontrar futuramente quando abrir o livro e começar a lê-lo. Mas você não supõe nem 1% de tudo que vem junto com uma escolha, então, sempre é pego de surpresa pelos prós e contras.

Por exemplo, quando você compra o carro dos seus sonhos, você não supõe que está comprando também o acidente de carro que irá matá-lo amanhã. Quando você é demitido, de tanto faltar no emprego chato, você não supõe que está sendo contratado para trabalhar com o que realmente gosta e tem competência.

— Errei! — você diz.
— Certo ou errado, só o futuro dirá! — repete o Sr Nobody.

— Acertei! — você diz.
— Certo ou errado, só o futuro dirá! — repete o Sr Nobody.

Viver bem não é vida boa. Viver bem não é uma vida só de prós, só de experiências agradáveis, só de felicidade. Viver bem é lidar bem com os prós e contras, com as dores e as delícias, com as experiências agradáveis e desagradáveis que vem embutidas e ocultas em toda e qualquer escolha.

Sim, existem escolhas certas (desejadas) e erradas (indesejadas) a priori. Mas tanto as escolhas que, após escolhidas, resultam em experiências agradáveis (certas) como as que resultam em experiências desagradáveis (erradas) te levam para o mesmo destino: viver cada vez mais em acordo com você.

Escolhas erradas te ensinam sobre o que é certo para você. Escolhas certas te ensinam sobre o que é errado para você. E ambas, escolhas certas e erradas, trabalham incessantemente para o seu despertar consciencial e autorrealização.

© 2021 · 1FICINA · Marcelo Ferrari