8 BILHÕES DE CAGA-REGRAS

14/05/2020 by in category Textos, Viroupergunta with 0 and 0

Como ajudar o outro se não posso falar o que está certo ou errado?

Você pode falar. Claro que pode! Tanto pode, que fala, e fala, e fala… E você não é o único que pode e fala. Todos os seres humanos podem e falam, diariamente, repetidamente e insistentemente. Vai no facebook, vai no youtube, vai no whatsapp. O que tem todo dia na rede social de cabo a rabo? Seres humanos cagando regra. Seres humanos recitando o gabarito do certo e do errado. Seres humanos dizendo o que pode e não pode comer, o que é bom e o que é ruim, o que está na moda e o que é brega, o que é pecado e o que é virtude. São oito bilhões de caga-regras dizendo uns aos outros como cada um deve viver sua vida.

Não existem índios nesse planeta, só existem caciques. Mas a divina ironia da tragédia humana não para por aí. Como se não bastasse os seres humanos serem oito bilhões de caga-regras, são também oito bilhões de super heróis, todos tentando salvar o mundo. E salvar o mundo do que? Do errado. O cristão quer salvar o mundo do islamismo e o islâmico quer salvar o mundo do cristianismo. O ateu quer salvar o mundo da crendice e o crente quer salvar o mundo do ateísmo. Os heterossexuais querem salvar o mundo da homossexualidade e os homossexuais querem salvar o mundo da heterossexualidade. A esquerda quer salvar o mundo da direita e a direita quer salvar o mundo da esquerda. Os pais querem salvar os filhos e os filhos querem salvar os pais. Resultado, treta, guerra, soco, pontapé, facada, mágoa, inimizade, ódio, etc. E tudo em nome de ajudar o outro.

Ajudar o outro o caralho! Cada um quer ajudar a si mesmo. Cada um quer que o outro reze a sua cartilha. Cada um quer que a sua regra seja a regra coletiva. Se pelo menos os seres humanos não fossem hipócritas, isso sim ajudaria. Mas não, são todos certos e santos. O vilão é sempre o outro. A culpa é sempre do outro. É o outro que é egoísta. O inferno é o outro. Eu sou o salvador. Eu imponho minhas regras ao outro porque são as regras da santidade, da verdade, do amor e da salvação.

Então, você pode sim cagar sua regra para o outro, assim como o outro pode cagar a regra dele para você. O que não significa que a regra que você caga para o outro, serve para o outro, assim como a regra que o outro caga para você, serve para você. E nem precisa praticar autociência para perceber isso. O outro calça 37, você calça 36, como seu sapato pode servir para o outro? Não pode. Impossível. O que serve para você, serve para você. O que serve para o outro, serve para o outro. Seu viver, suas regras. Viver do outro, regras do outro. Cada um optando pelo que serve para si e todos vivendo e convivendo bem.

Dito isso, você pode expor sua opinião e seu critério de valores ao outro sem ser um caga regras. Como fazer isso? Exatamente como estou fazendo aqui nesse texto: explicando. Nessa resposta estou lhe explicando como funciona a atual forma de convivência humana e porque resulta em mal viver. E só estou fazendo isso porque você me perguntou. Se não tivesse me perguntado, não lhe explicaria nada, pois estaria sendo invasivo. Então, expor é diferente de impor, explicar é diferente de implicar. Expor e explicar é saudável e produz bem viver. Impor e implicar é violento e produz mal viver. E cada um que decida como viver.

Expliquei?

© 2020 · 1FICINA · Marcelo Ferrari